Dr Julio Peres em entrevista na CNN – Bom humor faz a diferença em momentos de crise.

Histórias de Superação
11 de outubro de 2019
Cefaleia e fibromialgia: dores além do trauma
23 de abril de 2020

Dr Julio Peres em entrevista na CNN – Bom humor faz a diferença em momentos de crise.

A pandemia causada pelo novo coronavírus mudou a rotina das pessoas. Isolamento social, medo, incerteza com o futuro e mudança no ritmo das relações sociais são alguns dos fatores que podem culminar em transtornos como depressão e ansiedade.

Em entrevista à CNN, o psicólogo Júlio Peres defendeu que o sorriso é o melhor remédio para lidar com a crise, e listou dicas de como preservar a saúde mental nesses momentos críticos.

“Temos tempo para tudo. As pessoas estão muito fixadas atualmente nesses comportamentos de contágio –depressão, insônia, ansiedades e inseguranças– que enfraquecem o nosso sistema imunológico.Gargalhar, sorrir, protegem a nossa saúde”, disse.

Peres também reforça a importância de se manter uma rotina diária durante o isolamento, o que pode trazer mais tranquilidade mental. “É muito importante que a pessoa dê sequência ao dia dela, pois o que gera a ansidadade é a mesmice. É como se todos os dias fossem iguais, e eles não são. Eles podem ser especiais.”

Ações positivas

O psicólogo sugeriu uma lista de ações que, de forma geral, auxiliam as pessoas a viverem o presente e a dar uma pausa nos pensamentos automatizados e negativos. Confira as sete medidas propostas pelo especialista:

Converse online com dois grupos diferentes de pessoas — Atitude ajuda a ventilar ideias novas e faz sair da zona de conforto e negatividade

Valorize a sua expressão artística — Estas servem para distrair e quebrar pensamentos automatizados que causam exaustão.

Transpire — Faça exercícios com o peso do próprio corpo e estimule o suor; auxilia na liberação da endorfina.

Evite filmes que geram mais estresse — O psicólogo orienta para que não se assista a filmes de drama, policiais e que geram tensão. Comédia é o gênero mais indicado.

Cultive práticas medicativas e contemplativa — Estimule o autoconhecimento e a meditação corporal.

Mantenha-se útil –Crie rotinas, trabalhe mesmo no isolamento e “pense fora da caixa” para estimular ideias criativas.

Cultive a espiritualidade — Segundo o especialista, a fé estimula a positividade e a tranquilidade mental. A religiosidade deve ser estimulada, respeitando o seu sistema de crenças.

Open chat